quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Por risadas e aquele miojo!

Hoje estava pensando...Qual a verdadeira razão da vida? O que é realmente uma pergunta altamente patética. E a minha resposta foi a seguinte: Coma miojo e arranque boas risadas do seu amigo André. E quem não tem um amigo chamado André? Ah, simplesmente arranque risadas do padeiro da esquina, do açogueiro da rua ao lado e do Papa, se é que ele sabe sorrir. Mas tudo isso é balela, discurso de idiota, mas por favor, achem um amigo André e comam um miojo a gosto.
Mas mudando de assunto... Hoje também notei que todos olham para mim e imaginam um biscoito de gengibre, ou uma espécie de faixa de Gaza. Mas vai ver nem é isso. Eu que me enxergo assim e tento pôr a culpa dos meus pensamentos pitorescos em cada ser pálido que anda pelo mundo, vagando ou parando o trânsito. Isso sim é patético.
E afinal o que é ser patético? Acredito que seja um ato de distrair as ilusões e buscar o bizarro, ou inovar com cores e confusões.
Só dando um fim nesse discurso de idiota. Como termina a noite? Hoje, a minha simplesmente vai terminar ao som de pífanos, "enjoy the silence", um bom miojo de quatro queijos, mas bem que poderia ser de quatro, no claro e com lençois bordô. Mas voltando ao miojo, convide o seu amigo mais próximo, pode ser o André e degustem essa tão apreciada iguaria chamada miojo e caiam no chão a gargalhar.

2 comentários:

Maxmilla Barroso disse...

Eu quero comer miojo com você. Mas vc tem que fazer. Da ultima vez que fiz eu esqueci ele na panela e queimou. Não sei nem fazer miojo aff..
Enfim, que bom que cê ez um blog pra se comunicar com os loucos!!!

Américo disse...

Quero miojo de Galinha Caipira! Ueba! Ahh... eu conheço pelo menos 4 Andrés! kkkkkkkkkkkkkkk